O que é cloud computing

Afinal, o que é e como funciona o Cloud Computing?

A cloud computing, que no Brasil conhecemos como “computação em nuvem”, especialmente para o armazenamento de grande carga de dados, oferece vantagens como segurança, redução de custos e mobilidade. Mas… você sabe exatamente o que é cloud computing?

Além de poder armazenar seguramente um volume infinito de dados, este tipo de tecnologia facilita a utilização de aplicativos e também o compartilhamento de informações e documentos. Ou seja, é muito mais do que apenas um HD invisível com imensa capacidade.

Saiba mais sobre a computação em nuvem e entenda o potencial dessa ferramenta.

O que é cloud computing?

A computação na nuvem é o serviço de armazenamento e disponibilização de informações a usuários em qualquer lugar. Além disso, permite que sua capacidade seja estendida sempre que for necessário, não estabelecendo um limite para seus servidores.

Por isso, plataformas como internet banking e de e-mails utilizam a tecnologia. E pelos mesmos motivos você consegue acessar a sua conta do banco por meio de qualquer computador ou celular, por exemplo.

Quais as principais características da computação na nuvem?

Elasticidade, escalabilidade e adequação à demanda, tudo com rapidez

Acabamos de citar que a computação em nuvem permite aumento da capacidade quando necessário. Porém, isso não diz respeito apenas às empresas que disponibilizam plataformas e aplicativos, como o internet banking ou um fornecedor de uma solução de Business Intelligence. Essa característica abrange também o que podemos chamar de usuários finais dos dados em nuvem.

Clientes de bancos não vão solicitar aumento do espaço na nuvem dedicado aos seus números — o que é responsabilidade das instituições. Mas, por exemplo, o gerente de marketing de uma empresa pode fazer essa solicitação para sua organização, com a finalidade de armazenar mais carga referente a ferramentas e processos de seu departamento.

Capacidade de mensuração

A computação na nuvem não fornece apenas dados de quanto volume está sendo armazenado. Ela vai além, com informações, por exemplo, sobre a velocidade de comunicação do servidor com os usuários, potência de processamento das informações e métricas sobre usuários.

Manutenção do ambiente SaaS

Muitas tarefas, processos e até áreas inteiras migraram parcial ou totalmente para os sistemas automatizados e com informações em cloud, como a contabilidade e a análise de dados. E a computação na nuvem possibilita a manutenção desse ambiente.

Por exemplo, as empresas não precisam mais instalar emissores de notas fiscais e manter servidores para processar e armazenar esses dados. Tudo isso pôde migrar para ferramentas SaaS (Software as a Service), totalmente online — sem instalações e aquisição de licenças, sem mídias físicas e com backups automáticos.

Como funciona a computação na nuvem?

O funcionamento da tecnologia é relativamente simples para os propósitos de usuários, como vimos acima. Porém, o que poucas pessoas sabem é que existem diferentes modelos de cloud computing.

Privada

É quando se constrói uma computação na nuvem apenas para um usuário, de forma direcionada a ele no que se refere ao armazenamento dos dados e à segurança de acesso. Em suma, a nuvem é privada e a infraestrutura do serviço também, sendo mantidos pelo próprio usuário e proprietário de ambos — a empresa, que utiliza cloud computing em rede fechada.

Pública

É como a maior parte da computação na nuvem funciona. Nesse modelo, a infraestrutura de funcionamento e as aplicações necessárias são contratadas para uso por diversas pessoas ou empresas, que, em termos, compartilham todos os componentes — ainda que utilizem individualmente e não tenham acesso a plataformas e dados alheios.

Híbrida

A computação híbrida existe quando se utiliza mais de um tipo do serviço. Por exemplo, a empresa pode manter sua rede fechada, cloud privada, e contar com a pública para momentos em que a capacidade precisar ser multiplicada e a infraestrutura privada for insuficiente.

Como adotar o Cloud Computing no dia a dia da empresa?

Quando as pessoas começam a discutir a Computação em Nuvem, elas geralmente falam sobre os tipos de serviços de Cloud Computing. O que é certo para o seu projeto depende das suas necessidades específicas para a base de código em que você está trabalhando. Examinemos cada uma dessas escolhas da nuvem:

Infraestrutura como um Serviço – IaaS

IaaS é o nível mais baixo de solução de nuvem e se refere à infraestrutura de computação baseada em nuvem como um serviço totalmente terceirizado. Um provedor IaaS fornecerá hardware ou software pré-instalado e configurado por meio de uma interface virtualizada.

Devido às economias de escala e especialização envolvidas, isso pode ser para o benefício tanto do negócio, que fornece a infraestrutura, quanto para a empresa, que a usa. 

O que os clientes que acessam os serviços da nuvem fazem com o serviço depende deles. Exemplos de ofertas da IaaS são ambientes de hospedagem e desenvolvimento gerenciados. Veja os benefícios das soluções IaaS:

  • redução do custo total de propriedade e as despesas de capital;
  • os usuários pagam o serviço que eles querem, em qualquer lugar;
  • acesso a recursos e infraestrutura de TI de nível empresarial;
  • os usuários podem aumentar e diminuir com base em seus requisitos a qualquer momento.

Plataforma como Serviço – PaaS 

Esse tipo de Computação em Nuvem é semelhante ao IaaS, mas é mais avançado. Com a PaaS, além de simplesmente fornecer infraestrutura, os provedores também oferecem uma plataforma de computação e pilha de soluções como serviço.

A infraestrutura de TI pode vir com uma interface de usuário gráfica, bibliotecas de sistemas de tempo de execução, linguagens de programação ou um sistema operacional.

Os serviços PaaS são utilizados principalmente por empresas que precisam desenvolver, testar, colaborar e implantar soluções em nuvem para aplicações específicas. No entanto, a hospedagem do aplicativo é feita por um terceiro, ou seja, o provedor PaaS.

Os provedores de PaaS oferecem um ambiente de implantação totalmente configurado para que os clientes possam desenvolver, testar e implantar seus aplicativos em nuvem. Veja os benefícios das soluções PaaS:

  • comunidade: na maioria das vezes, muitas pessoas estão envolvidas na construção de aplicativos em nuvem em ambientes PaaS. Isso cria uma forte comunidade de apoio, que pode ajudar sua equipe de desenvolvimento ao longo do caminho;
  • não há mais atualizações: as empresas não são obrigadas a atualizar ou atualizar o software de infraestrutura. Em vez disso, o fornecedor PaaS lida com todas as atualizações, patches e manutenção de rotina de software;
  • menor custo: as empresas enfrentam menor risco, uma vez que não precisam fazer investimentos antecipados em hardware e software;
  • implementação simplificada: a equipe de desenvolvimento pode se concentrar no desenvolvimento da aplicação da nuvem sem ter que se preocupar com a infraestrutura de teste e implantação.

Software como serviço – SaaS

Os provedores SaaS fornecem aplicações que funcionam totalmente baseadas na web, sob demanda aos clientes. As aplicações são direcionadas principalmente para usuários comerciais e podem incluir conferência na web, ERP, CRM, e-mail, gerenciamento de tempo, rastreamento de projetos, entre outros.

Os modelos de pagamento para soluções SaaS podem incluir assinatura, pagamento por uso ou gratuito. Veja os benefícios das soluções SaaS:

  • escalabilidade rápida;
  • acessibilidade de qualquer local com internet;
  • elimina preocupações de infraestrutura;
  • níveis personalizados de ofertas de serviços;
  • manutenção e suporte incluso.

Recuperação como um serviço – RaaS

As soluções de RaaS ajudam as empresas a substituir suas soluções de backup, arquivamento, recuperação de desastres e continuidade de negócios em uma única plataforma integrada. 

Os provedores de RaaS protegem e podem ajudar as empresas a recuperar centros de dados inteiros, servidores (SO, aplicativos, configuração e dados) e dados (arquivos e bancos de dados).

O RaaS ajuda as empresas a reduzir o impacto do tempo de inatividade quando ocorrem desastres. Veja os benefícios das soluções RaaS:

  • evita perda temporária ou permanente de dados críticos da empresa;
  • previne perda permanente de infraestrutura física, incluindo infraestrutura de TI;
  • é uma maneira econômica de recuperar dados;
  • permite uma recuperação mais rápida, mantendo a precisão;
  • oferece maior flexibilidade no tipo de backup necessário (backup primário ou secundário).

Quais as vantagens do Cloud Computing?

As empresas podem se beneficiar dos serviços da nuvem, melhorando a eficiência e reduzindo os custos. Além disso, podem adotar serviços em nuvem com base em suas prioridades, áreas de especialização e processos de negócios. 

No caso de um projeto de TI, devem ser feitos um planejamento e uma preparação cuidadosa antes de mudar para serviços em nuvem. Confira algumas vantagens do Cloud Computing:

Acesso mundial

A Computação em Nuvem aumenta a mobilidade, pois torna possível o acesso a documentos a partir de qualquer dispositivo, em qualquer parte do mundo. Isso aumenta a produtividade e permite uma troca de informações mais rápida. Os funcionários também podem trabalhar no mesmo documento sem ter que estar no mesmo lugar.

Mais armazenamento

No passado, a memória estava limitada pelo dispositivo específico em questão. Se esgotasse a memória, era preciso uma unidade USB para fazer backup de seu dispositivo atual. A Computação em Nuvem fornece armazenamento aumentado, então não é necessário se preocupar em ficar sem espaço no disco rígido.

Configuração fácil

Pode-se configurar um serviço de Computação em Nuvem em questão de minutos. Ajustar suas configurações individuais, como escolher uma senha ou selecionar quais dispositivos deseja se conectar a rede, é igualmente simples. Depois disso, pode-se começar imediatamente a usar os recursos, o software ou as informações em questão.

Atualizações automáticas

O provedor de Computação em Nuvem é responsável por garantir que as atualizações estejam disponíveis — basta fazer o download. Isso economiza tempo e, além disso, não é preciso ser um especialista para atualizar o dispositivo. O provedor de Computação em Nuvem irá notificá-lo automaticamente e fornecer instruções.

Custo reduzido

A Computação em Nuvem elimina a despesa de capital de compra de hardware e software e a criação e execução de centros de dados no local — os racks de servidores, a eletricidade de energia e resfriamento, e especialistas em TI para gerenciar a infraestrutura. 

Necessidade reduzida de pessoal de TI no local

Ao escolher um provedor de serviços para as necessidades de Computação em Nuvem, a necessidade de profissionais de TI no local para solução de problemas também será reduzida.

Velocidade

A maioria dos serviços de Computação em Nuvem oferece autoatendimento e demanda. Portanto, até grandes quantidades de recursos de computação podem ser provisionadas em minutos, geralmente com apenas alguns cliques no mouse, dando às empresas muita flexibilidade e eliminando o planejamento da capacidade.

Confiabilidade

A Computação em Nuvem torna o backup de dados, a recuperação de desastres e a continuidade do negócio mais fáceis e menos caros, porque os dados podem ser espelhados em vários sites redundantes na rede do provedor da nuvem.

Agora que você sabe o que é Cloud Computing e entende mais sobre o assunto, assine nossa newsletter e fique por dentro de todas as novidades!

 

Quer receber mais conteúdos como esse gratuitamente?

Cadastre-se para receber os nossos conteúdos por e-mail.

Email registrado com sucesso
Opa! E-mail inválido, verifique se o e-mail está correto.

Fale o que você pensa

O seu endereço de e-mail não será publicado.