Diante de um mercado cada vez mais competitivo e hiperconectado, conhecer a fundo o perfil dos clientes da sua empresa se tornou uma obrigação. Afinal, todo empresário minimamente antenado às tendências de mercado sabe que existe uma relação estreita e diretamente proporcional entre fazer isso e lucrar mais.

Hoje em dia, as pessoas têm acesso a uma imensa quantidade de informações o tempo todo na internet. Dessa maneira, se uma determinada empresa não oferece um produto ou serviço que se encaixe exatamente no que o consumidor deseja, ele não hesitará nem por um segundo em buscar em uma empresa concorrente o atendimento das suas necessidades.

Quer saber por que é importante conhecer o perfil dos clientes? Confira!

Quais as vantagens de conhecer o perfil dos clientes?

Empresas de sucesso e com bom faturamento são aquelas que vendem seus produtos e serviços em quantidade significativa, correto? E entre as inúmeras estratégias existentes para converter mais vendas, a mais efetiva é, sem dúvida, oferecer o produto certo à pessoa certa. E não há como fazer isso sem saber quem essas pessoas são.

Ao ter posse de informações relevantes sobre o seu consumidor, é possível segmentar e agrupar os clientes em diferentes categorias, direcionando estrategicamente seus produtos ou serviços. Assim, você evita que um cliente solteiro e sem filhos receba uma oferta de fraldas, por exemplo.

Além disso, a empresa que conhece o perfil de seus consumidores tem uma alta taxa de clientes satisfeitos e, consequentemente, fidelizados. Na prática, isso significa maior conversão e frequência de vendas.

Por fim, saber quem o seu cliente é e o que deseja proporciona um panorama das atividades da empresa e permite um planejamento mais estratégico de ações, com tomada de decisões mais assertivas. Isso, em longo prazo, gera maior economia de recursos, que seriam desperdiçados em ações infrutíferas, e uma maior eficiência estratégica.

Como traçar o perfil dos clientes?

Para determinar qual o perfil (ou os perfis) de seus consumidores, é necessário fazer uma coleta de dados chave. São eles:

  • Quem é? Sexo, idade, estado civil, profissão, onde mora.

  • O que procura? Monitorar a navegação dos clientes dentro dos ambientes digitais e captar interesses implícitos e explícitos.

  • Quando compra e o que compra? Analisar hábitos de compra e sazonalidade por meio do histórico de compras.

  • Quais meios de comunicação utiliza? Saber como o cliente chegou até a empresa ajuda a direcionar investimentos de mídia e marketing.

  • O que espera da empresa? Seu cliente procura preço baixo, qualidade, agilidade na entrega? Quais são suas expectativas?

  • Como ele se comunica com a marca? Saber se o cliente prefere atendimento telefônico, via e-mail ou chat, é importante na hora de definir modos de comunicação mais eficientes e qual a melhor linguagem a ser utilizada.

Como compilar e analisar as informações dos clientes?

Os dados soltos não dizem nada. É preciso utilizá-los estrategicamente a favor da empresa. E isso só é possível por meio da coleta destes dados, cruzamento das informações obtidas e da análise precisa do que elas dizem.

Nesse sentido, usar uma ferramenta de CRM (Customer Relationship Management) pode ser um auxílio e tanto na hora de montar o seu “perfil dos clientes”. Isso porque com a compilação e manutenção de um banco de dados sólido e com informações importantes sobre os seus compradores disponíveis em uma plataforma única e fácil de utilizar, a análise dos dados se torna muito mais simples e efetiva. Assim, um projeto de CRM pode ser o que faltava para que sua empresa conheça de vez os clientes que possui, e cuide de toda a estratégia de relacionamento com eles!

Ficou clara agora a relação entre o bom desempenho de sua empresa e o entendimento dos seus clientes? Se você gostou desse artigo, compartilhe-o em suas redes sociais! Ele pode ajudar outras pessoas com as mesmas dúvidas que você!