Utilizar o Business Intelligence para a educação significa permitir que as instituições de ensino se beneficiem de uma ampla gama de aplicações de softwares e ferramentas tecnológicas úteis para relatar, analisar e apresentar dados em uma grande variedade de formatos.

Dessa forma, é possível contribuir para a identificação de tendências e oportunidades capazes de oferecer suporte às tomadas de decisão de gestores educacionais.

Ao longo deste artigo, abordamos as principais funcionalidades do Business Intelligence (BI) na Educação e as vantagens de sua aplicação no contexto escolar e acadêmico. Boa leitura!

Funcionalidades do BI no setor educacional

A demanda pela qualificação do processo de ensino-aprendizagem vem crescendo à medida que nossa sociedade se desenvolve e novos atores entram em cena. É cada vez mais necessário assegurar o funcionamento saudável de instituições de ensino e o acesso delas aos recursos necessários.

Atualmente, exige-se que os gestores cumpram, efetivamente, o objetivo de “fazer mais com menos”. Esse contexto faz com que a capacidade das escolas de atrair novos alunos e satisfazer pais, comunidades, órgãos e regulamentos governamentais, fique mais difícil a cada ano letivo.

Felizmente, as funcionalidades do Business Intelligence permitem às instituições de ensino reduzir essa carga e, até mesmo, expandir insights operacionais que possam melhorar os resultados de negócio e o desempenho acadêmico dos estudantes.

Isso pode ser realizado ao direcionar o grande volume de dados coletados naturalmente em um sistema de BI customizado e dimensionado para atender requisitos de relatórios de acordo com as especificidades de cada instituição.

Benefícios do Business Intelligence para a educação

Apresentar, para a comunidade escolar, informações quantitativas perspicazes em formatos facilmente compreensíveis é um dos principais benefícios da implantação do Business Intelligence para o segmento educacional. Confira mais alguns:

  • analisar tendências relativas às preferências e desempenho dos estudantes, dessa forma, você pode reformular a oferta curricular para atingir melhores resultados, como retenção e satisfação dos alunos;
  • monitorar o equilíbrio entre docentes e não docentes, bem como as proporções entre alunos e professores, para apoiar os planos e processos de admissão e expansão de matrículas;
  • acompanhar o desempenho acadêmico em paralelo aos padrões governamentais para garantir que ações corretivas sejam aplicadas sempre que necessário;
  • gerir a quantidade de matrículas de novos estudantes e tamanho de turmas ao longo do tempo para apoiar o planejamento de aplicação de recursos e calcular as previsões de gastos;
  • controlar a entrada de novos alunos em comparação com a popularidade de disciplinas eletivas e extracurriculares, ao longo do tempo, para ajudar no planejamento curricular, nos horários e organização da força de trabalho.

Avaliação de desempenho e análise de dados

Embora possuam características próprias que as diferenciem das universidades, as escolas primárias e secundárias compartilham muitos problemas.

Instituições de ensino superior estão adotando, cada vez mais, as soluções de BI para diminuir a complexidade de gerenciamento e identificar as informações que realmente importam para seus negócios.

Para avaliar dados de desempenho escolar ou acadêmico, por exemplo, o software de Business Intelligence para a Educação fornece ferramentas projetadas para exibir informações em formatos visuais voltados a simplificar tarefas analíticas e fundamentar decisões baseadas em fatos bem estabelecidos.

Gostou do nosso artigo? Você também lida com grandes quantidades de dados em sua instituição de ensino? Deixe um comentário no post e divida conosco sua experiência!