Você pode arquitetar a campanha de marketing mais fabulosa já vista, mas nada disso fará sentido se não estipular quais serão as métricas que utilizará para acompanhar os resultados. Sim, tão importante quanto planejar e executar é mensurar. Na verdade, uma atividade se alimenta constantemente da outra, afinal, o objetivo é sempre potencializar o desempenho.

A única pergunta que sobra é a seguinte: quais são as métricas que devo acompanhar no gerenciamento das campanhas de marketing? Embora elas possam variar de acordo com o tipo de ação planejada e das necessidades da empresa, existem algumas que valem a pena serem citadas. Por isso, no post de hoje, trouxemos algumas que costumam ser bem usadas. Confira a seguir!

1. Custo de Aquisição do Cliente (CAC)

Certamente, essa é uma das métricas mais utilizadas no gerenciamento de campanhas de marketing. O CAC tem como objetivo descobrir quanto o cliente custou para a empresa. A ideia é simples: temos que somar todas as despesas de marketing ― e isso inclui, inclusive, os salários ― e dividir pelo número dos clientes adquiridos no período avaliado.

É fundamental para avaliar se determinada campanha de marketing é realmente eficiente, isso é, se consegue seguir a lógica de fazer mais com menos.

2. Retorno sobre o Investimento (ROI)

Outra métrica bastante acompanhada é o Retorno sobre o Investimento ou Return On Investiment (ROI). Com ela, podemos descobrir a parcela do orçamento que deve ser destinada ao marketing para obtermos o retorno esperado.

Basicamente, devemos pegar todo o retorno que tivemos com a ação de marketing, subtrair o custo com as ações e depois dividir pelo custo. Se multiplicarmos o valor encontrado por 100, o encontraremos em percentual.

3. Investimento em CRM

Basicamente, o CRM (Customer Relationship Management) é mais do que o uso da tecnologia para levantar dados sobre a clientela. Na verdade, se trata de uma postura da empresa frente aos clientes. Trabalhar em um relacionamento de longo prazo é o que garante a fidelização e o engajamento do consumidor.

Por isso, é sempre muito importante conferirmos os investimentos feitos em CRM para descobrir se a nossa empresa realmente está no caminho mais apropriado.

Evidentemente, é papel do gestor também desenvolver estratégias para melhorar os resultados de todas as métricas que listamos hoje. Com o CRM (Customer Relationship Management), por exemplo, você garante o controle total dos dados do cliente, o que melhora a qualidade dos resultados das equipes de vendas e marketing.

Além disso, é interessante buscar por estratégias que também auxiliem na melhoria dos resultados, como o e-mail marketing. Hoje, existem softwares que otimizam esse tipo de ação e que são muito recomendados, inclusive, pois garantem mais produtividade e auxiliam no monitoramento das ações.

4. Taxa de conversão

A ideia é a seguinte: se você não está convertendo leads, está perdendo tempo. Em alguns casos, inclusive, está perdendo clientes em potencial. Para verificar se as suas estratégias de marketing são realmente eficazes, é indispensável que você acompanhe a taxa de conversão.

Assim, você pode sempre ficar atento ao seu funil de vendas, investigando em qual momento as ações de marketing apresentam “defeitos” que não levam o cliente a seguir com o processo.

5. Ticket Médio

Por fim, temos, ainda, o Ticket Médio, uma métrica que tem como objetivo mostrar o quanto cada cliente gasta, em média, com os produtos e serviços da sua empresa. Claro que, pela descrição dessa métrica, já deve ter percebido que ela também é fundamental para o departamento de vendas, não é verdade?

Normalmente, essa métrica é acompanhada mensalmente, e seu cálculo é muito simples: basta pegarmos toda a receita mensal e dividirmos pelo número de clientes que fizeram compras nesse período.

Gostou das nossas dicas de hoje? Para você, qual dessas métricas é a mais importante? Conte a sua opinião nos comentários!